Casal é preso após série de golpes em caixas eletrônicos no Piauí e Maranhão

A Polícia Rodoviária Federal desarticulou, na tarde de terça-feira (15/02), em Floriano, uma quadrilha que agia na região sul do estado do Piauí e no Maranhão. Em fiscalização, a equipe abordou um veículo Strada, conduzido por um homem de 34 anos, acompanhado de uma passageira, uma mulher de 29 anos. Em conversa com os policiais a dupla apresentava-se bastante nervosa.

Após busca veicular, foram encontrados diversos instrumentos utilizados para aplicar golpes em caixas eletrônicos, como: objeto de copiar dados, popularmente conhecido como “Chupa Cabra”, cartões de memória, pen drives, cartões “neutros”, netbook, HD externo, lixa, dinheiro em espécie e comprovantes bancários, instrumentos que corroboram com a prática de tentativa de Furto Mediante Fraude. Ambos os envolvidos confirmaram que praticam esse tipo de crime.

O homem ainda explicou o funcionamento dos objetos, relatando que a intenção é de filmar o teclado dos caixas eletrônicos e captar as imagens dos 16 dígitos da frente do cartão e do código de segurança no verso dos cartões.

Após consultas aos sistemas, verificou-se que ambos já respondem pela prática de estelionato em Minas Gerais, além disso, a mulher também responde por Tráfico de Drogas em São Paulo.

Diante de todo contexto, foi feito uma análise minuciosa dos documentos sendo constatado que a mulher apresentou um documento de identificação falso, com nome e outros dados divergentes. Ela informou que o comprou por cerca de R$ 600,00 em São Paulo. No decorrer dos procedimentos, ainda foram localizados, em posse da acusada, 25 gramas de maconha.

Também foi encontrado a importância de R$ 2.010,00 em espécie e 11 comprovantes de depósitos em dinheiro totalizando o valor de R$ 26.000,00 em nome da genitora do acusado.

A dupla informou que no dia da abordagem haviam atuado na região de Uruçuí, no Piauí, e São Raimundo das Mangabeiras, no Maranhão e, que no momento em que foram abordados pela PRF, estavam se deslocando para Nazaré do Piauí-PI, onde pretendiam aplicar novos golpes.

A mulher explicou que o papel dela no golpe era por telefone, como se fosse o 0800 do banco. Uma terceira pessoa da quadrilha ficava no banco com as vítimas e se prontificava a entrar em contato com o 0800 para pedir o bloqueio dos cartões. A vítima, então, falava com a acusada, que confirmava que o cartão da mesma estava bloqueado, momento que possibilitava a troca de cartões e, assim, a quadrilha ficava mais tempo com o cartão desbloqueado da vítima. A terceira pessoa da quadrilha ainda não foi identificada.

Sendo assim, os dois indivíduos foram conduzidos à delegacia da Polícia Civil de Floriano para adoção dos procedimentos cabíveis. A dupla responderá por Associação Criminosa, Tentativa de furto mediante fraude e Uso de documento falso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.