Ações do Governo: EM 14 DIAS, MARANHÃO VACINA MAIS DE 45 MIL PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO.

Desde o dia de 20 de abril até essa terça-feira (4), o Governo do Estado, em uma ação conjunta das Secretarias de Educação (Seduc) e da Saúde (SES), em parceria com os municípios, vacinou 45.438 mil profissionais da Educação Básica e Superior em todo o Maranhão contra a Covid-19, conforme dados do portal de vacinação do Ministério da Saúde. A vacinação, que começou a ser aplicada em trabalhadores com 55 anos ou mais, segue em ritmo acelerado e chegou à idade de 30 anos ou mais em algumas regiões do estado.

“O processo de imunização dos trabalhadores da educação no Maranhão tem sido destaque graças ao esforço conjunto do governo e dos municípios para garantir todas as condições para vacinação desse grupo que é fundamental para o retorno das aulas híbridas, previsto para o segundo semestre, após a vacinação. Temos acompanhado de perto a aplicação das vacinas e visto esperança em cada profissional que é vacinado”, realçou o Secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão.

No Maranhão, a vacinação inclui todos os profissionais da educação em atividade, abrangendo as redes públicas federal, estadual, municipais, privada. Em municípios como Santa Helena, na baixada maranhense, 100% dos profissionais já receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19.

Na capital maranhense, estão sendo vacinados, nesta semana, os profissionais com 40 anos ou mais no IEMA Rio Anil (Cintra) e em Drive Thru no São Luís Shopping. Em Imperatriz, a vacinação já está destinada a trabalhadores com idade de 30 anos ou mais em atividade, no Drive Thru do Imperial Shopping. E outros municípios, como Bacabal, já estão sendo vacinados profissionais com 30 anos mais. Em Caxias, a 5ª maior cidade do Estado, também em Codó e São João do Soter, a vacinação já alcança profissionais da educação de todas as idades.

Vacina e esperança

“Já chegamos na faixa etária de 30 anos ou mais e logo todos os nossos servidores estarão imunizados contra a Covid-19. Isso nos enche de esperança, pois agora podemos vislumbrar a possibilidade do retorno às aulas, no ambiente escolar, primeiro em formato híbrido até termos condições sanitárias favoráveis para o retorno presencial”, apontou a gestora regional de Educação de Imperatriz, Orleane Santana.

“Estamos todos muito felizes por essa decisão do governador Flávio Dino de incluir os profissionais da educação no grupo de prioridade da vacinação, uma atitude digna que demonstra a sua responsabilidade com vida desses trabalhadores, que poderão voltar às salas de aulas presenciais protegidos e seguros”, completou Orleane.

Para o professor Raymundo Gomes, do Centro de Ensino Juvêncio Matos, escola da rede pública estadual em São Luís ter acesso à vacina representa o início de uma nova vida. “Vínhamos esperando por essa tão sonhada vacina, inclusive, no meu caso, já que eu tive a infelicidade de ser acometido por essa doença, mas graças a Deus hoje é o renascer de uma esperança por dias melhores. Agradecemos, profundamente, o Governo do Estado e toda a sua equipe, a Secretaria de Saúde e todos que estão colaborando, para que este evento aconteça”, revelou.

No estado, a partir de deliberação na Comissão Intergestores Bipartite (CIB), ficou resolvido que nos municípios com mais de 100 mil habitantes a Secretaria de Estado da Saúde (SES) realiza a vacinação dos profissionais da rede estadual e federal; e as secretarias municipais, os profissionais das escolas da rede privada e rede municipal.

Fonte: www.ma.gov.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *